O Sepe (Sindicato Estadual dos Profissionais da Educação) não gostou da proposta de aumento do governo

Os professores da rede estadual de ensino do Rio de Janeiro receberão um reajuste de 13%, que inclui 3,5% de aumento nos vencimentos base e a antecipação das parcelas do Programa Nova Escola de 2012 para 2011, em torno de 9,2%.O anúncio foi feito pelo secretário de Educação, Wilson Risolia. Os professores estão em greve desde o dia 7 de junho.No texto da antecipação do Nova Escola que será enviado à Alerj (Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro), também consta a antecipação de todas as parcelas restantes até 2014 para os funcionários técnico-administrativos do setor.Segundo a Secretaria de Educação, com os reajustes anunciados hoje, um professor que ganha R$ 765,66 por 16 horas semanais passará a receber salário de R$ 865,30, a partir de setembro. Se comparado a 2007, quando um professor inicial de 16 horas semanais ganhava R$ 540,64, a variação acumulada é de 60,6% neste período, um aumento real acima de 22%. A rede estadual têm 75 mil docentes ativos e 73 mil inativos.O Sepe (Sindicato Estadual dos Profissionais da Educação) não gostou da proposta. Para a entidade, o reajuste anunciado é tímido, já que ele fica bem abaixo da inflação em 2011 e da reivindicação emergencial de 26% de reajuste da categoria.

Nenhum comentário:

Postar um comentário