Radiação causa deformidades em borboletas que vivem em Fukushima

Borboletas de Fukushima com anomalias (asas de tamanho desigual ou amarfalhadas)

Ainda não se conhecem os efeitos sobre a saúde humana do acidente nuclear que afetou Fukushima, no Japão, no ano passado. Mas cientistas japoneses já flagraram deformidades ligadas à radiação em borboletas que vivem na área do desastre.
Os efeitos, que incluem asas de tamanho desigual ou amarfalhadas, antenas com pontas duplas e olhos malformados, estão descritos em artigo na revista especializada "Scientific Reports".Para os cientistas, os dados servem como sinal de alerta.Fonte : Folha de S. Paulo.


Nenhum comentário:

Postar um comentário