Flu celebra a manutenção de investimento e jogadores

Artilheiro do Campeonato Brasileiro, o atacante Fred treina na Urca Jorge William / O Globo
Ainda faltam três jogos, mas, assim que a disputa do título do Brasileiro chegou ao fim com a conquista do Fluminense, a diretoria iniciou o planejamento do próximo ano. Um item crucial do orçamento teria deixado o técnico Abel Braga intrigado e seria um dos motivos para a demora em sua renovação, que foi praticamente acertada ontem em uma reunião. Especulava-se nos bastidores das Laranjeiras que a Unimed reduziria o investimento no futebol, que tem sido cerca de R$ 20 milhões anuais desde 2010. Assim, não seria possível manter os jogadores do elenco tetracampeão com contrato a vencer, como Diguinho, e renovar em junho de 2013 com o novo xodó Jean, que recebe R$ 300 mil. A patrocinadora realmente não pretende elevar o teto dos últimos anos, mas também garantiu que não haverá redução. O equilíbrio financeiro estará baseado na oportunidade de negócios, como aconteceu no início deste ano com a contratação do meia Thiago Neves quando o elenco estava praticamente fechado e o time já fazia a pré-temporada em Mangaratiba. Mesmo sem querer investir mais uma dezena de milhões e montar um time com folha astronômica, o patrocinador está atento a um nome que começa a ganhar força: Ronaldinho Gaúcho. As declarações positivas de Fred e Abel sobre o jogador foram mais do que palavras da boca para fora.  Ao dizer que montaria um time com Ronaldinho com liberdade em uma linha de três jogadores, o técnico deixou claro que não será obstáculo à contratação. Pelo contrário. Gaúcho tem, ainda, um baita relações públicas dentro do elenco do Fluminense. Deco jogou ao seu lado no Barcelona e faria o “meio-campo”, ajudando a reunir as duas partes (Assis, irmão e representante do jogador, e a diretoria tricolor e seu patrocinador).

Nenhum comentário:

Postar um comentário