CBF diz que não vai liberar Neymar para nova despedida no Santos

 Neymar não vai fazer um outro jogo de despedida do Santos, como queriam Odílio Rodrigues, presidente em exerício do Santos, e o empresário do jogador, Wágner Ribeiro. A ideia era de que o atacante desse adeus à torcida no jogo contra o Grêmio, sábado, na Vila Belmiro, mas a iniciativa foi vetada pela CBF, pois a partida está marcada para a véspera do amistoso entre Brasil e Inglaterra, domingo, no Maracanã.
A tentativa de tirar Neymar da seleção - ele se apresenta nesta terça-feira à noite para o início da preparação para a Copa das Confederações - para cumprir uma última agenda com o Santos irritou bastante o técnico Luiz Felipe Scolari. Ele está particularmente irado com Ribeiro, pois entende que o empresário deveria preservar o jogador e não fazê-lo se desgastar ainda mais.
Felipão exige que, a partir de agora, o foco dos jogadores convocados seja apenas a seleção. Mas por isso se mostra intransigente. Liberou os convocados de Atlético-MG e Fluminense para os jogos desta semana por seus clubes pela Libertadores e o próprio Neymar terá permissão para ser apresentado pelo Barcelona.
Na noite de quarta-feira, durante o jantar, Felipão e o coordenador técnico da seleção brasileira, Carlos Alberto Parreira, vão decidir qual é a melhor data para a ida de Neymar à Espanha. Se for na próxima segunda-feira, no dia seguinte ao jogo com a Inglaterra, como querem os catalães - o craque viajaria no domingo à noite, com volta marcada para terça-feira - ou então na segunda-feira seguinte.
Nesse caso, ele rumaria à Europa na noite do dia 9, depois do amistoso com a França em Porto Alegre, participaria da festa em Barcelona no dia seguinte e se juntaria novamente a seleção no dia 10, em Goiânia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário