PF abre inquérito para investigar pistas clandestinas no Rio

Pista clandestina em Itaguaí: a Anac admitiu ter conhecimento da existência do local Antonio Werneck / O Globo
A Polícia Federal informou na tarde desta sexta-feira que instaurou inquérito policial para apurar e investigar a suposta prática de crime ambiental pelos responsáveis pelas duas pistas clandestinas de pouso e decolagem abertas num manguezal, área de proteção permanente (APP), nos fundos do condomínio Frontal das Ilhas, em Itaguaí. O inquérito foi determinado pelo procurador Maurício Ribeiro Manso, do Ministério Público Federal do Rio. Ele investigava o caso desde o ano passadoO funcionário público aposentado Ricardo Pereira da Costa, de 67 anos, morador do condomínio Frontal das Ilhas, a menos de 200 metros da Praia de Coroa Grande, no município de Itaguaí, conta que sua casa foi construída aos poucos e com sacrifício nos últimos dez anos. O endereço, a uma hora de carro do Rio, próximo ao litoral de Angra dos Reis e Paraty, seria um local perfeito para descansar não fosse o barulho quase diário de aviões de pequeno porte e ultraleves em duas pistas clandestinas abertas numa área de manguezal nos fundos do condomínio.F/ OGLOBO.COM

Nenhum comentário:

Postar um comentário