Brayan Yanarico morto covardemente por assaltantes

As autoridades da Bolívia iniciaram os trâmites para repatriar o corpo do garoto Brayan Yanarico Capcha, de cinco anos, que foi assassinado por assaltantes na madrugada de sexta-feira (28) em São Paulo, informou neste sábado (29) uma fonte governamental.
Os cônsules da Bolívia no Brasil, Jaime Valdivia e Claudio Luna, tramitarão o retorno do corpo do menor e de seus pais ao país, informou uma fonte do Ministério das Relações Exteriores boliviano.
Na madrugada de ontem, seis ladrões assaltaram o imóvel em que o casal de bolivianos morava, situado em São Mateus, na zona leste da capital paulista, e mataram seu único filho "porque ele não parava de chorar", informaram fontes policiais.
Um jovem de 19 anos confessou ter participado do roubo que terminou com a morte brutal da criança.
Ele teve o pedido de prisão temporário decretado e foi encaminhado para o 77° Distrito Policial (Santa Cecília), onde aguarda transferência para um Centro de Detenção Provisória. 
De acordo com a Polícia Civil, a Justiça já decretou a prisão preventiva de outros três suspeitos. Eles foram denunciados pelo comparsa preso. Na manhã deste sábado (29), os policiais estavam nas ruas à procura dos três homens.
O Ministério das Relações Exteriores da Bolívia também ofereceu repatriação a vários parentes do casal por via terrestre, já que eles também haviam manifestado vontade de retornar ao país de origem. 
A repatriação dos bolivianos deverá ocorrer já na próxima semana, uma vez que os trâmites sejam concluídos, indicou a fonte.

Nenhum comentário:

Postar um comentário