ARROMBAMENTO DE AGENCIA BANCARIA EM CAMPOS,MORRE MAIS UMA VÍTIMA DE DESABAMENTO EM GRUSSAÍ,VOCALISTA CHORÃO PODE TER MORRIDO DE OVERDOSE....


A Polícia Civil da 134ª Delegacia de Polícia de Campos investiga o arrombamento da agência do Banco Itaú, no Bairro da Lapa, crime este ocorrido na madrugada desta quarta-feira (06/02).
Segundo informações da Polícia Militar que esteve no local, a porta da tesouraria foi violada e os criminosos tentaram arrombar o cofre da agência, mas nada de seu interior foi levado. O sistema de monitoramento por câmeras foi danificado. 



Mais uma vítima da queda de uma laje, acidente que ocorreu durante o domingo de Carnaval (10/02), na Praia de Grussaí, em São João da Barra, morreu no Hospital Ferreira Machado (HFM) em Campos. Walace Silva Cláudio estava internado na Unidade de Pacientes Graves há 24 dias e não resistiu aos ferimentos, falecendo na madrugada desta quarta-feira (06/03).Além dele, outras 13 pessoas ficaram feridas, dentre elas um bebê de um ano e quatro meses, sobrinho de Walace e filho de sua irmã, Simone da Silva Vieira Cabral, 33 anos, que morreu no local. A criança ficou hospitalizada, sendo liberada dias depois.A tragédia aconteceu no Bairro Telê Santana, próximo à Lagoa de Iquipari. As vítimas estavam embaixo de uma marquise de um prédio em obras, que desabou enquanto aguardavam a passagem de um bloco carnavalesco.

Chorão e a ex esposa ,estilista,Gaziela Gonçalves


O delegado Itagiba Vieira, do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), disse na tarde desta quarta-feira (6) que a morte de Chorão não tem indício de suicídio. Segundo testemunhas ouvidas pela polícia, o vocalista estava com "mania de perseguição" e havia passado por quatro hotéis em cerca de uma semana.“O Victor (segurança) falou que ele tinha mania de perseguição. Achava que estava sendo filmado e quebrava tudo”, comentou o delegado. "Ele passou por quatro hotéis em mais ou menos uma semana", disse. O motivo da alternância de hotéis eram os desentendimentos com funcionários.O laudo que vai determinar a causa da morte deve demorar, segundo Vieira, no mínimo duas semanas."Vamos ouvir os integrantes da banda e a família. Parentes disseram que ele estava deprimido por causa da separação. Não tem indício de suicídio", disse Vieira em entrevista coletiva no DHPP.A Polícia Civil suspeita que o vocalista doCharlie Brown Jr, tenha sido vítima de overdose de drogas. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário