CONTRA O MOSQUITO DA DENGUE SÓ O MOVIMENTO DE CORRENTE...

O segundo estado mais populoso do Brasil enfrenta uma epidemia de dengue.Minas Gerais registrou nos três primeiros meses desse ano 34 mortes e mais de 37 mil casos da doença foram confirmados. Várias cidades brasileiras têm usado métodos como água sanitária e fumacê para combater o mosquito transmissor. Mas os especialistas advertem que apenas essas medidas não evitam a proliferação do aedes aegypti.Nada disso substitui o cuidado da população em relação ao lixo, à calha entupida, manter sempre limpa. As caixas de água sempre tampadas. E também não substitui o trabalho dos serviço público, de visitas nas casas das pessoas para fazer essa verificação de focos”.Então : Água sanitária, nebulização, fumaçê, inseticida, velas e outros produtos podem ajudar a combater o mosquito, mas a eficácia é limitada, garantem os pesquisadores da Fundação Oswaldo Cruz.“Uma vez que a pessoa vai tratar aquele reservatório com água sanitária ou borra de café ou o que seja, por que não eliminar aquele reservatório que está acumulando água ou se estiver colocando na caixa d'água, por que não vedar totalmente a caixa d'água? Acontece que isso cria na pessoa a sensação que ela está fazendo a parte dela e pode deixar ali por muito tempo, mas aquela água sanitária vai evaporar e aquela borra de café não vai ficar efetiva por muita tempo”, alerta o pesquisador Ademir Martins.Olha, eu sempre digo na rádio e as pessoas que encontro,nós temos que fazer o movimento de corrente. Mesmo o vizinho sendo inimigo, ele vai ter que ser amigo nesse momento. Se cada um colaborar, nós vamos fazer a corrente positiva. Vamos eliminar este mosquito que é terrível.

Nenhum comentário:

Postar um comentário