JORNALISMO ESPORTIVO NO BLOG : OS 4 GRANDES DO RIO

Rafinha admite marcação forte após 'aviso' de Dorival: ‘Cabe a mim fugir’

O frenesi entre os torcedores já não é mais o mesmo, as últimas atuações já não foram tão boas, e o comandante já ligou o sinal de alerta. Seria exagero dizer que Rafinha vive seu primeiro momento de pressão como profissional, mas é fato que o destaque absoluto do Flamengo na Taça Guanabara passa por um período de provação. Apagado na semifinal contra o Botafogo, ouviu de Dorival Júnior o conselho de que é necessário se reinventar para seguir em evidência. E concordou com o treinador.De fisionomia tranquila, como de costume, o atacante atendeu à imprensa nesta segunda, no Ninho do Urubu, pela primeira vez após a derrota e admitiu que tem percebido uma atenção especial dos defensores adversários e vai atender ao pedido de Dorival.


Após atraso em fevereiro, diretoria tricolor quita os salários de março


Depois de sofrer com as penhoras que atrapalham a vida financeira do clube e atrasar os salários de fevereiro em mais de 20 dias, a diretoria do Fluminense conseguiu quitar os vencimentos de março praticamente sem problemas. Nas Laranjeiras, os salários costumam ser pagos no quinto dia util do mês. O prazo venceu na última quinta-feira. No dia seguinte, foram pagos os salários dos funcionários que recebem quantias baixas. Nesta segunda, o clube colocou em dia o restante de sua folha, inclusive com o pagamento dos jogadores. No total, o atraso em março foi de dois dias.A folha salarial do Fluminense gira em torno de R$ 2,2 milhões - sem contar a parte paga pela patrocinadora do clube. Por conta das dificuldades financeiras, o clube dividiu suas despesas em três partes. Primeiro são pagos os funcionários que recebem menos (R$ 180 mil), depois os com salários mais altos (R$ 600 mil) e por fim os jogadores (R$ 1,4 milhão). Com a Unimed, o valor total chega perto de R$ 6 milhões.

Futebol 2.0: dez vascaínos na defesa não evitam gol do título do Botafogo


Com o Vasco retrancado, a paciência foi uma das principais virtudes do Botafogo na decisão da Taça Guanabara. E o lance que originou o gol da vitória por 1 a 0 comprova essa característica no clássico no Engenhão. Após errar uma saída de bola com Abuda, a equipe cruz-maltina chegou a postar dez jogadores da linha da área para trás - apenas Carlos Alberto ficou adiantado. Observou o toque de bola adversário até sofrer com uma desatenção.E essa desatenção foi causada por um toque de classe de Seedorf. O passe de calcanhar no lado esquerdo do campo mobilizou Pedro Ken, Abuda e Eder Luis, que acompanhava Julio Cesar. Também teve efeitos longe dali, na marcação na área: Bernardo, ao perceber a movimentação de Seedorf para o centro, largou Bolívar. O zagueiro, que apareceu no ataque ao notar o recuo excessivo do Vasco, deu a assistência para o gol do título, marcado por Lucas.

Na solidão da comemoração, Lucas administra dia de herói: 'Risada à toa'


Herói do título da Taça Guanabara, conquistado domingo pelo Botafogo, o lateral-direito Lucas viveu a solidão de uma comemoração em sua casa depois da vitória por 1 a 0 sobre o Vasco, no Engenhão. A mulher Bruna e a filha Beatriz, de seis meses, não estavam no Rio de Janeiro. Nesta segunda-feira, ele embarca para o encontro com a família em Florianópolis, onde curtirá os dois dias de folga que o grupo recebeu depois da conquista.Apesar de ser o gol de uma conquista e a consciência de que será lembrado por um bom tempo, Lucas guarda com carinho a sua atuação no dia 27 de maio do ano passado. Na ocasião, ele marcou dois gols na vitória por 3 a 2 sobre o Coritiba, no Couto Pereira, pelo Campeonato Brasileiro, pouco tempo depois de ter sido vilão na decisão do Campeonato Carioca contra o Fluminense e na eliminação do time na Copa do Brasil para o Vitória.- Esse gol (contra o Vasco),disse ele,é sem dúvida o mais importante da minha carreira. Mas os dois gols contra o Coritiba foram em um momento de maior dificuldade. Vivia uma transição depois de ser duas vezes expulso e precisava demonstrar alguma coisa - afirmou Lucas.

Autor do gol da vitória, Lucas posa para foto ao lado da taça do primeiro turno (Foto: Thales Soares)

Nenhum comentário:

Postar um comentário