Quem trabalha de graça é relogio Cabral !

O governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, espera a compreensão dos fornecedores e prestadores de serviços do estado, que não receberão do Governo até que o STF analise a inconstitucionalidade da lei aprovada pelo Congresso sobre a redistribuição dos royalties do petróleo. "Espero que os fornecedores, construtoras, todos aqueles que prestam serviços ao estado compreendam a gravidade deste momento e continuem prestando os seus serviços", disse Cabral .Quem vai querer trabalhar para o Estado ou Município ou continuar trabalhando sabendo que não vai receber,só louco né governadorrrrrrrrrrrrrrrrrr

Nenhum comentário:

Postar um comentário